quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Aqui na Rio Branco eu encontro todos os dias um mesmo mendigo. Daqueles bem sujos mesmo. O curioso é que ele está sempre anotando coisas em um papelzinho ou então lendo jornal. Sempre. E me intriga tanto saber como ele foi parar ali.

10 comentários:

Helen disse...

Sempre tem uma boa (em termos) história por trás dessas pessoas, né? Ou até uma lenda pessoal.
bjm

Elise disse...

Eu morro de curiosidade quando tem um falando sozinho; sei que é horrível dizer isso, mas queria saber o que eles tanto falam....
Beijas

1worklover disse...

Já ouvi tantas histórias... Não sei qual RB vc comentou, se for aqui no Rio, caramba! Há tanta gente dali até o Passeio... de dar dó.

Beijo

digs disse...

Pergunta pra ele! Vai ser divertido. Vai que ele tá pegando notas para um blog?

Cinthya Rachel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cinthya Rachel disse...

pois é... todos temos uma história. meu marido trabalha em TV e já gravou com esse pessoal. Muitos tinham emprego, casa, mulher, começaram a beber, perderam o emprego, familia etc.

Renata disse...

onde eu moro, a gente conhece os moradores de rua pelo nome. dá tchauzinho, fala oi...

Renata R. disse...

Não é, Helen? Tenho muita curiosidade em saber a história desse.

Elise, esse nem fala. Só lê e escreve.

Worklover, é a RB aqui do Rio mesmo! Morro de pena.

Será, digs?

Cinthya, ele deve ter ficado super impressionado, né?

Renata, isso eu faço com os limpadores de vidro que ficam aqui perto do trabalho!

As partes interessadas disse...

ué, e por que não pára e pergunta?

Ana disse...

olha, eu já trabalhei distribuindo quentinhas e vou te contar... tem cada história de dar dó. Tenho uma amiga q conseguiu tirar um da rua, ele arrumou emprego, alugou apartamento, foi emocionante.