quarta-feira, 2 de abril de 2008

Um paciente com problemas cardíacos, necessitando submeter-se a uma cirurgia para sobreviver, descobre que é alérgico à anestesia. A solução que os médicos dão é operá-lo acordado. O paciente ficaria dormente do pescoço para baixo, mas veria tudo. Imagina a aflição. Isso aconteceu em Grey’s Anatomy. Aí veio a cena que mais me tocou nessa nova temporada: a Izzie vai até a sala de cirurgia e deita na mesa. Só para ver aquilo com os olhos do paciente.

É aquela velha história de colocar-se no lugar das outras pessoas. Acho que as pessoas deveriam tentar fazer mais vezes esse exercício. Talvez isso nos fizesse um pouco mais justos com os outros.

Isso tudo porque hoje, lendo o jornal, sobre a menininha atirada da janela, e vendo as insinuações sobre a provável autoria do próprio pai, eu parei e pensei, putz, e se esse cara for inocente? E se for verdade mesmo que ele deixou a menina, trancou a porta para buscar a mulher e os outros dois filhos e depois se deparou com aquela cena de horror? Vocês conseguem imaginar o inferno que ele deve estar passando? Perde a filha de uma forma brutal e ainda vê na imprensa insinuações de que é um monstro?

Sei que está tudo esquisito demais, mas ainda há muito o que investigar. Eu só tenho medo desses pré-julgamentos. Muito.

14 comentários:

Aline T. H. disse...

Eu pensei exatamente na mesma coisa, Rê. Imagina se ele realmente for inocente!

Os pré-julgamentos são sempre ruins, não há exceção. Tanto pro bem quanto pro mal.

Beijoca.

Titi disse...

Olá,
estava conversando com minha mãe sobre o acontecido e no fim já estávamos matando o pai da menina, chamando ele de psicopata e tudo mais.
Imagina se não foi ela?
Pena que os indícios são fortes para o lado dele,né?
Na verdade quem vai apurar isso é que tá perdido.
Bye.

Milena disse...

Ai caramba! Adorei o seu post por dois motivos: primeiro que sou apaixonada por Grey's e tb achei a Izzie fofa fazendo isso..

E segundo, concordo plenamente! Tava falando isso com meu namorado agora pouco. Imagina se não foram eles? O sofrimento de, além de perder um filho, ser acusado por isso?

FODA....

Vamos ver no que vai dar. Beijos!

lolo disse...

Pensei nisso hoje ao ouvir um comentário na CBN em que o jornalista pedia prudência dos ouvintes. Foi o primeiro jornalista que eu ouvi dizer isso. É um absurdo. Lembra do caso da escola base? Donos de escola acusado de abusar de crianças? Eles não abusaram de ninguém, mas ficaram com suas reputações destruídas para sempre.

TV de LCD disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the TV de LCD, I hope you enjoy. The address is http://tv-lcd.blogspot.com. A hug.

Bella disse...

tb adoro grey´s anatomy!
cara, esse lance da menina tá mto bizarro msm, nem sei o q pensar. esse seu postme lembrou daquela escola em sp cujos donos foram acusados de abusar dos alunos, vc lembra? já tem uns anos isso. dps descobriram q eram inocentes. mas naquela altura, a vida deles já estava destruída. as pessoas parecem não ter msm noção do q podem fazer com a vida dos outros, né? uma pena...
bjs

Helen disse...

O nome disso que a Izzy praticou é empatia, né? E todo mundo devia incorporar. Tudo seria mesmo muito melhor.

O caso do pai acusado. Muito bem lembrado o exemplo da Lolo, da escola de Base. Não tem como se livrar de um estigma como esse. A princípio, o cara foi apenas irresponsável, por deixar uma criança de cinco anos sozinha em casa. Não tem como fugir do circo armado pela mídia - principalmente porque os indícios são muito negativos pro cara. Mas o julgamento não será feito com base em indícios, mas em provas. Que ainda não apareceram, é verdade. A questão da acusação é uma coisa com a qual ele vai ter que lidar, porque é conseqüencia do que ele fez - deixou a garota sozinha...

Complicado, o mundo está complicado.

Mas eu estou passada, de qualquer maneira. Porque ALGUÉM fez isso e é uma monstruosidade de qualquer jeito.

beijo!

Diego disse...

eu fiquei atônito com o post... sério!

eu acho complicado os tais pré julgamentos são tão maléficos quanto os preconceitos... na verdade acho que são parentes bem próximos...acho que ele foi irresponsável [o pai] ... pois ou enlouqueceu e jogou a criança ou bancou o idiota e deixou ela sozinha... complicado!

Mas quanto ao fato de nos colocarmos no lugar dos outros, acho que temos tanta dificuldade nisso por causa do nosso egocentrismo... somos egoístas [todos são]

beijo

Renata disse...

Concordo, é difícil julgar...mas tá tão estranho, né???

Galega disse...

pode acontecer com qq uma de nós!

Aline disse...

Avaliar, criticar e julgar o outro é algo deverá complicado e perigoso. Todos nos devemos pensar que sempre existe um outro lado, uma outra versão.
bjks

Jussara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jussara disse...

Não dá pra julgar ainda, mas que a história está mal contada, está.

Beatriz disse...

ainda bem que não sou a unica que pensou que o cara pode ser inocente, é claro que é tudo muito esquisito, mas pensei o mesmo que vc