quinta-feira, 10 de abril de 2008

Sempre ouvi aquele blablablá que chegar perto dos trinta assusta. E eu sempre pensei imagina, besteira. Mas confesso que chegar nas proximidades dos trinta assusta um pouco, sim. Pronto. Queimei a língua.


Eu só não quero pensar tanto no futuro. E diminuir as cobranças que faço a mim mesma. É ruim querer ser uma maquininha de fazer as pessoas felizes. Pior ainda é nem cogitar a possibilidade de que posso, um dia, e algumas vezes, desapontar alguém.


Mas até acho que ando um pouco mais desencanada, sabe? Me sinto menos preocupada com o que os outros pensam. Começo frases com pronome oblíquo aqui no blog e já não tô nem aí. É um início.

13 comentários:

Ice Ice Baby disse...

vc já tá perto dos 30 chuchu?
jamais poderia imaginar.por vários motivos, primeiro pq eu tenho emmória fraquíssima, então se vc já comentou isso aki no seu blog..eu já li, comentei e esqueci...segundo pq vc tem mó carinha de 23...25 no máximo...o q é bom né? cara de 20 e poucos e cabeça de 30 e muitos...

eu farei 24 em breve..tô até empolgadinha..tô muito melhor do q quando eu tinha 15 anos!!!

bjs chuchu

Elise disse...

Não pirei nem nada nos 30, mas fiquei achando a coisa mais estranha do mundo: quando eu era adolescente, ter 30 era ser véio ;)

Agora 'meio' que acostumei, mas quando tenho de dizer em voz alta, fico achando estranho; é que na minha cabeça ainda tenho uns 15, rsrsrs

Ingrith disse...

Tipo, isso assusta mesmo... eu to com 25 quase 30 e já estou surtando!!!!

Rosi disse...

Affffff 30? Onde? Quando? Nem me fale, estou chegando lá e confesso que também não entendia as paranóias que surgiam em quem estava nesta situação, mas agora tão perto, dá um certo medinho, principalemente porque aos olhos do "mundo" mulher tem prazo de validade né, e 30 é o limite. Mas fazer o que, tenho certeza que ao chegar lá vamos ver que não é nada mal e o "mundo" que se dane

Abraços...

Renata disse...

Eu fiz 30 no ano passado e não tive nenhuma crise! Acho que o importante é fazer o balanço e ver que o saldo é positivo, né??
E vc não tem nem do que reclamar, pq tem carinha de 20!!
beijo, Re

Cinthya Rachel disse...

confesso que penso nisso tb, pq ninguém ensina a gente a crescer

Aline disse...

Poxa, também me sinto exatamente assim. Acho que isso tem relação com as nossas crenças de criança sobre o que é uma vida adulta (que permanecem na nossa mente ao longo da vida)e a expectativa que toda a sociedade tem de nós. Então fica complicado porque o que somos não é aquilo que tinhamos como "ideal". A questão é não "surtar" e aprender que viver é uma experiência de cada dia e que nesse aspecto cada ano só conta a favor. bjos

Ana Barros disse...

Eu também pensava assim, mas na verdade, agora que passei dos 30 aprendi a me sentir mais feliz e realizada com minhas conquistas. Consigo ponderar melhor o que quero para o futuro, tenho mais foco, poder de análise e sou mais prática. Aprendi a falar não e respeitar as minhas vontades. Na minha opinão, ter 30 é tudo de bom. Ainda mais hoje em dia, sabendo que a mulherada de 40-50 que se cuida ainda tá na estica :-)
E no fundo, ainda me sinto com 20 e poucos

Helen disse...

Eu AMO meus trinta e poucos, Rê!
Super recomendo :)

beijo!

E viva o pronome oblíquo!!!!!

Diego disse...

huahuahuahua eu cada dia mais quero chegar aos 30, pois vou estar formado!

Creio que o mais importante e vc não se decepcionar, tenho pra mim que é melhor decepcionar alguém do que a si mesmo... mas isso são prerrogativas do amor próprio!

Ame-se, respeite-se independente de quem goste!

beijo

Drica disse...

dia 28 de abril eu faço 29 anos, e confesso assusta mesmo!!!! eu estou em crise com isto desde o ano passado e olha q eu nem sou de me ligar em idade e tal, mas fazer 30 anos parece q nos dá a obrigação de envelhecer, heheheh! mas acho q é só paranoia nossa mesmo! bjao pra vc!

As partes interessadas disse...

"Começo frases com pronome oblíquo aqui no blog e já não tô nem aí. É um início."

hauahuahuahauhauahuhauahu... vc é ótima, rê! hauahuahuahauhau...

eu tô assustada... falta 1 ano e meio pros 30... fico pensando com quantos anos vou ter meu primeiro filho... se vou ser mãe ou logo avó de uma vez...

e engraçado... assim como a elise disse, na minha cabeça, parei nos 20. não me sinto uma trintona... acho que idade é isso: a cabeça que vc tem. então sou novinha!
;)

Ana disse...

Se eu pudesse, teria ficado nos meus vinte e tantos pra sempre...