sexta-feira, 6 de março de 2009

Li agora que o arcebispo de Recife e Olinda não vai excomungar, como fez com os médicos responsáveis pelo aborto, o homem que estuprou e engravidou sua enteada de nove anos. Por quê? Porque reputa mais grave o aborto que o estupro. O estupro de uma menina de nove anos por próprio seu padrasto, tá bom?



"O arcebispo de Recife e Olinda, d. José Cardoso Sobrinho, afirmou que o homem suspeito de estuprar e engravidar sua enteada de 9 anos, em Alagoinha (PE), não pode ser excomungado. O arcebispo anunciou, na última quarta-feira, a excomunhão de todos os responsáveis pelo aborto dos gêmeos que a menina esperava. Para ele, o aborto é mais grave do que o estupro. As informações são do Jornal Hoje.
"Ele cometeu um crime enorme, mas nao está incluído na excomunhão", afirmou d. José Cardoso. "Agora, mais grave do que isso, sabe o que é? O aborto", completou.
A menina de 9 anos estava internada no Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam), no bairro da Encruzilhada, no Recife, desde a última terça-feira. Ela recebeu alta nesta manhã. Segundo o Jornal Hoje, a equipe médica recebeu mais de 500 e-mails de apoio."
Fonte: terra.com.br


Vou ali vomitar e volto já.

7 comentários:

Elise disse...

Afe...relaxa que esse daí tá amarrado no rabo do tranca-rua, com direito a via expressa pro inferno!
Onde já se viu?

Eu, se sou a médica ou a mãe da menina, nem ía ficar preocupada com a excomungão; ía era dar risada de tanta ignorância...

Cinthya Rachel disse...

melhor nem comentar, afe

Helen Marie disse...

Isso é o que eu chamo de atrocidade.
Feliz Dia da Mulher pra vc!
Abraços,
Helen

Kiki disse...

Eu acho q não consigo nem comentar essa decisão.

Olly disse...

ESCROTO!!!!

Jussara disse...

Sem falar que com a não-excomunhão do estuprador, ele simplesmente deu aval pros estupradores, não é não? já que esse crime diante de um aborto não é nada...Indignante e revoltante isso. E onde já se viu ainda usar a excomunhão de pessoas em pleno século 21?

fabiana disse...

Néam? As pessoas são loucas, credo!