quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Eu tenho medo do que eu posso sentir, até onde eu posso chegar. Porque já tá virando comum eu dizer que não gosto de gente. Pessoas me deprimem, pessoas magoam, pessoas agridem. Pessoas rendem, entram nas casas alheias e as dominam pelo medo. Aconteceu com a Elise. Mas eu também me sinto refém.

7 comentários:

Ice Ice Baby disse...

é horrível né??

a gente se sente invadida por tabela...

May disse...

péssimo!
acho que isso causou uma revolta geral, né? a gente fica pensando: e se fosse comigo???

com muita raiva, mesmo.

beijão!

Andréa Ramos disse...

Rê,dá pra ter piedade de montros assim?
Eu fico com tanto ódio que poderia matar apertando o pescoço dessa sub-raça maldita.
Chorei ao ler o post,fiquei com tanto terror dentro de mim,gosto tanto dela mesmo sem conhecer pessoalmente,que me feriu profundo.
Eu realmente não sou boazinha,não tenho a capacidade de perdoar,eu queria matar esses lixos.
Revolta total.
Bj

Diego Gonçalves Amaral disse...

Concordo plenamente!

*valeu a força!*

bj

Ana Barros disse...

Venha ficar deprê com a minha foto (rs).
I dare you ! Tem um desafio para você lá no Contatos Imediatos.
Bjos

Diego Gonçalves Amaral disse...

eu digo isso mais no meio da multidão... ou nas atrocidades!

bj

Trendy Twins disse...

Desgostei de gente faz um tempo, linda :)