sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Hoje eu ia reclamar da chuva que não pára, do tempo que fiquei no trânsito, do frio que tá aqui no trabalho, mas recebi a notícia que um amigo do namorado sofreu um acidente de moto. Ele morreu. Aí eu me achei muito pequena com todas essas reclamações.

6 comentários:

As partes interessadas disse...

a vida sempre parece maior que tudo, né? Ando numas de pedir a Deus que me ensine a ser mais generosa, a reclamar menos e a ser menos dura comigo mesma...

Ingrith disse...

E a gente reclama de tudo né? Quando tem gente que só queria poder reclamar do sapato que tá apertado, em um ´pé que foi amputado ou reclamar do frio do trabalho que nem tem...

Mas acho que isso é uma caminhada longa, todos os dias temos que nos policiar pra ser uma pessoa melhor (que é muiiiiiito dificil)

Helen disse...

É natural que a gente se sinta irritada com as coisas pequenas também, Rê. pelo menos eu acho, porque, pequeno ou não, faz parte da nossa vida, né...

Só que um acontecimento como esse, do acidente, não pode ser comparado com nossas inquietações. É outro nível, outra coisa. Tudo tem seu tempo e, principalmente, seu peso. Na hora a gente sabe distinguir.

um beijo! e força pro namorado.

Diego disse...

que horror! coitado do cara! moto é um perigo imenso... temos que valorizar as pequenas coisas... beijo!

Diego disse...

que horror! coitado do cara! moto é um perigo imenso... temos que valorizar as pequenas coisas... beijo!

Bella disse...

nossa re, realmente, às vezes me pego reclamando da vida e dos meus problemas e dps vejo q não é nada perto do q tantas pessoas passam por aí. na verdade, deveria era agradecer pela vida q tenho. todos deveríamos, né?
bjs